sábado, 15 de janeiro de 2022

PARTIDA DE THIAGO DE MELLO – O POETA DA LIBERDADE

 

Da esquerda para a direita, professora e poetisa Josselene Marques, escritor Thiago de Mello e a coordenadora da Educação Especial de Mossoró (na época) professora Selma Bedaque.


Com tristeza repercutimos a partida do Poeta da Liberdade – Thiago de Mello – a quem tivemos o privilégio de conhecer pessoalmente quando de sua visita à Terra da Liberdade (Mossoró-RN) para um encontro com poetas e escritores locais, em março de 2013 (veja mais detalhes sobre a visita dele em http://jmmfselene.blogspot.com/2013/03/thiago-de-mello-em-mossoro.html).

Este cidadão do mundo nos deixou aos 95 anos, às 6h50 de ontem (14/01/2022). No entanto, seu legado permanece conosco através de suas obras magistrais, que são referências não apenas para o povo amazonense mas também para muitos brasileiros e milhares de pessoas pelo mundo afora, visto que suas obras foram traduzidas para mais de trinta idiomas.

Que ele descanse em paz. Sem nenhuma dúvida, podemos afirmar que sua missão na Terra foi cumprida com excelência.


domingo, 9 de janeiro de 2022

Sempre em busca da luz


 

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

NOSSA CASA COMUM

 

                                                                  

                                 (https://pixabay.com/pt/photos/mundo-terra-globo-guarda-dar-3258866/)


Embora incrivelmente bela, nossa maltratada casa comum necessita de reparos, manutenção, respeito e atenção.

Precisamos cuidar dela inteira e não apenas do cômodo que ocupamos. Caso contrário, muito em breve, todos seremos afetados.

O nosso quintal comum – a natureza que compartilhamos – tem nos mandado alertas diários, ignorados por milhões de pessoas com maiores ou menores poderes de decisão e ação, mesmo conscientes de que todas devem fazer a sua parte.

Hoje poderemos dormir no conforto de uma mansão, amanhã, quem sabe, acordaremos ao relento – isto se conseguirmos sobreviver ao descontrole do intemperismo.

O que mais estamos esperando acontecer para mudarmos nossos maus hábitos e nossas atitudes egoístas e inconsequentes?

As reformas no pensar e no agir se fazem urgentes. Pensemos nisso!

Quem sabe ainda dê tempo de evitar mais desastres, catástrofes...

Tomara que sim!

 

Copyright ©2021 Josselene Marques
Todos os direitos reservados



terça-feira, 20 de outubro de 2020

DIA DO POETA


Hoje, Dia do Poeta, deixo alguns versos para marcar esta data. Eles estão bem contextualizados neste tempo de pandemia que exige de nós o isolamento social. Feliz de quem está satisfeito com a (s) pessoa (s) de seu convívio atual.

quinta-feira, 23 de abril de 2020

CENTENÁRIO DE RAIBRITO – O GUARDIÃO DA CULTURA POTIGUAR





Hoje, 23 de abril de 2020, comemoramos o centenário do Guardião da Cultura Potiguar – Raimundo Soares de Brito.  

Como forma de homenageá-lo, mesmo em um período de pandemia, com todos limitados pela necessidade de isolamento social, seus familiares conseguiram organizar e disponibilizar a “Exposição virtual Raibrito – um observador do cotidiano” no seguinte endereço: www.raibrito.com.br.

Já estive por lá e gostei muito do que vi. Sem dúvida, foi uma volta ao passado. Enquanto avançava as páginas, entre outras lembranças, relembrei o dia em que me revelou a data do aniversário em uma de minhas conversas com ele e Dona Dinorah. Jamais esqueci porque ele assim me disse: “eu nasci em 23 de abril – Dia do Escoteiro”.

Sou muito grata ao senhor Raimundo pelos bons e sábios conselhos, ensinamentos e também por haver pesquisado e resgatado inúmeros fatos da história de nossa cidade.

Por isso mesmo afirmo que Raibrito foi o caraubense mais mossoroense que eu já conheci.

Vale a pena conferir esta exposição.

domingo, 26 de março de 2017

Valores humanos



OS VALORES HUMANOS
Por Josselene Marques     

Nestes últimos anos, a violência (física, institucional, intrafamiliar, moral, patrimonial, sexual) e o desprezo pela vida têm crescido assustadoramente. Nos ambientes urbanos e domésticos, cenas de selvageria e crueldade são comuns e largamente compartilhadas, não importando o veículo de mídia que as divulgue, pois é assunto recorrente em sua maioria. Se considerarmos que esta falta de humanidade compromete a civilização, a lei e a ordem, então, nós precisamos reconhecer que já está passando da hora de tentarmos mudar este estado de coisas que, lamentavelmente, em parte, tem relação com os lares e as escolas.

Nos lares já desestruturados ou em processo de perda de referenciais, em que pais são desrespeitados por seus filhos e vice-versa, observamos a ausência ou inversão de valores humanos que tem reflexo em muitas escolas, onde nos deparamos com crianças e jovens sem limites, negligenciados por pais que tentam, a todo custo, transferir suas responsabilidades para os professores. Estes, sobrecarregados e até ameaçados, muitas vezes, sequer conseguem executar a contento o que é próprio de sua função – consequentemente, a escola tende a perder a sua eficácia na formação regular e social dos discentes em questão – e o resultado final está bem diante de nossos olhos.

Mas quais valores humanos são esses que milhares de pessoas das mais recentes gerações têm se omitido de aprender, ensinar ou cultivar em sua formação? Como resposta, podemos elencar dez que consideramos essenciais: amor, fé, alegria, humildade, liberdade, respeito, honestidade, justiça, união e paz.

Contudo, a título de curiosidade, compartilharemos mais alguns:

* Amizade, autoestima, capacidade de perdoar;
* Caráter, compaixão, compreensão, compromisso, cooperação;
* Esperança, ética, fidelidade, fraternidade;
* Humanidade, lealdade, perseverança, religiosidade, responsabilidade;
* Solidariedade e tolerância.


Infelizmente, vivemos em um mundo que supervaloriza o status, sem se preocupar com os meios utilizados para alcançá-lo. Por isso, geralmente, os honestos são rejeitados e os ímprobos aclamados. Não é à toa que uma considerável parcela da sociedade elege pessoas corruptas, venera os que a desconsideram e desvaloriza quem procura educá-la. Entre as muitas providências urgentes a serem tomadas pelos diversos segmentos, destacamos uma essencial: a tentativa de restabelecer o diálogo e o respeito entre os seres humanos; caso contrário, o que podemos esperar de bom no futuro?

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

AS VANTAGENS DO PERDÃO

Google Images

AS VANTAGENS DO PERDÃO
Por Josselene Marques

Nesta manhã, na qual me sinto ainda mais espiritualizada, reflito sobre as vantagens do perdão.

Igualmente à verdade, o perdão tem o poder de nos libertar. No entanto, muitas pessoas acham bem mais fácil sofrer, pois para elas é muito difícil perdoar.

O perdão sempre nos torna livres porque limpa a nossa mente dos pensamentos negativos que desencadeiam o desejo de vingança e só prejudicam a saúde – tanto física quanto mental.

De que adianta o prazer momentâneo de uma desforra, se seremos infelizes pelo resto de nossas vidas?

Se nos olharmos no espelho, com os olhos da razão, veremos que somos imperfeitos. Ninguém é infalível. Então, como podemos exigir a perfeição do nosso semelhante?

Se considerarmos que, para sermos bons, precisamos perdoar o próximo, então, se não o conseguimos, logicamente, seremos "maus" – já que não podemos ser bons pela metade. De certa forma, ao sermos intransigentes ou imaturos, nivelamo-nos àqueles que nos ofenderam.

Percebe como é mais vantajoso e inteligente perdoar?

Contudo, há ofensas e ofensas, além de diferentes pensares, e eu respeito o pensamento, a dor e a mágoa dos injuriados.

Portanto, na impossibilidade de perdoar, procure, pelo menos, deixar que se perca da lembrança o mal que lhe foi feito, a fim de que possa alcançar a paz e seguir sempre em frente.

Mais algumas vantagens de se perdoar:

·         Viabiliza a fraternidade e os bons relacionamentos;
·         Livra-nos do pesado fardo do lixo do ressentimento;
·         Demonstra uma atitude de compreensão e alta sabedoria;
·         Tem um poder transformador;
·         Reduz a agitação que gera problemas físicos e psicológicos;
·         Enfim, é uma forma de presentear a nós mesmos.