segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Destino

Google Images

É consenso que, quando seguimos a ordem natural ditada pelo universo, estamos cumprindo o nosso destino. Realmente, em certas ocasiões, deparamo-nos com fatos de origem inexplicável e de consequências inevitáveis. Então, ficamos a nos perguntar o sobre o porquê de tais acontecimentos, alheios à nossa vontade, nos atingirem. Muitas pessoas tentam justificá-los atribuindo-lhes ao fatalismo, à maldição, à sorte ou à magia. Não seria o destino uma desculpa para os nossos malogros ou para as asneiras ou falhas que cometemos? Toda ação gera uma reação. Não vamos discutir aqui a terceira Lei de Newton, mas precisamos ter consciência de que tudo o que fazemos ou deixamos de fazer, um dia, terá uma “resposta”. Creio não ser necessário lutar contra o destino. Basta tentarmos nos antecipar a ele a fim de controlá-lo. Esteja ele escrito ou não, nossas escolhas poderão alterá-lo positiva ou negativamente. Nós podemos, sim, construir o nosso próprio futuro. Uma coisa é certa: mesmo irresolutos, desatentos ou passivos, jamais devemos deixar o destino nos comandar ou modificar a nossa natureza.

Copyright © Josselene Marques

Um comentário:

Anônimo disse...

É.. Concordo com você. Somos nós, materialmente, quem decidimos ou fazemos o que. Esperar ou deixar que as coisas ocorram de acordo com a vontade do destino ou aceitar os desígnios que a vida impõe, é um absurdo. Você está certa: nós é que devemos ter o controle de nossa vida...
Abraço,s
Raí