terça-feira, 2 de dezembro de 2014

IX SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO DE GESTORES E EDUCADORES DO PROGRAMA “EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE”

video

Eu e meu irmão Joscelito Marques na conferência de nº 4: 
"O Espectro Autista suas Implicações Educacionais: em que podemos contribuir na escola?"

De 10 a 14 do mês passado, nas dependências do Hotel Villa Oeste, mergulhei no IX Seminário de Formação de Gestores e Educadores do Programa “Educação inclusiva: direito à diversidade”, promovido pela Secretaria Municipal de Educação de Mossoró (Divisão de Educação Especial). Lá estavam reunidas cerca de 170 pessoas, oriundas de 28 municípios do RN, já incluindo nossa cidade.
Minha participação se deu de três diferentes formas: como cursista, mediadora e conferencista. Para mim, é sempre um prazer aprender e também contribuir para a disseminação dos princípios inclusivos nestas indispensáveis e muito bem-vindas formações continuadas, pois estas nos proporcionam momentos ímpares de aprendizado, atualização e troca de saberes.
Este ano, pela segunda vez, aceitei o desafio de defender uma das temáticas. Agora, a escolhida está relacionada ao autismo (O Espectro Autista e suas Implicações Educacionais: em que podemos contribuir na escola?). Considerando o retorno/a participação dos presentes e seus comentários, posso afirmar: obtive êxito – o que me deixa imensamente feliz.
Sem dúvida, tive uma semana maravilhosa durante a qual fiz novas amizades, reencontrei outras, aprendi muito, ensinei um pouco e, como se não bastasse, ainda vivi duas emoções fortes: a primeira, provocada pelo privilégio de ter o meu amado irmão, Joscelito Marques, como mediador, enquanto eu ministrava minha conferência – uma bela e carinhosa surpresa preparada pela mestra Selma Bedaque e sua equipe; a segunda, presenciar o lindo espetáculo "O Chapéu que Mamãe Fez" – encenado pelos alunos da E. M. Senador Duarte Filho (da qual faço parte com muito orgulho), entre eles, dois dos meus primeiros alunos com deficiência.
Agradeço a Deus e às minhas superioras hierárquicas civis por mais esta oportunidade de não apenas receber, mas também de poder compartilhar o que e sei e aprendo.
Que venha o próximo!


Obs.: O vídeo foi feito pela gentil e prestativa irmã Jarlene Marques com os momentos finais de minha participação na terça-feira (11/11/2014).

sábado, 18 de outubro de 2014

DIA DO PROFESSOR - HOMENAGENS

A manhã de hoje, no CEJA Professor Alfredo Simonetti, foi muito alegre e me reservou boas surpresas. Além do privilégio de comemorar, mais uma vez, o Dia do professor junto aos meus colegas/amigos (os gestores e as professoras responsáveis pelo apoio pedagógico e habilidosas colaboradoras nos prepararam uma linda festa), ainda recebi uma homenagem extra da amiga/colega profª Elizabeth Ferreira e, para meu aprazimento, o texto-mensagem escolhido (As vantagens de ser professor) e dedicado aos professores presentes era de minha autoria. Só me resta agradecer o reconhecimento e as homenagens e seguir realizando o meu trabalho da melhor forma possível. Confesso que estou me sentindo realizada.

Professoras do CEJA-Mossoró

Professores do CEJA-Mossoró

Supervisora Rilzonete Batista me fez uma surpresa ao escolher um texto
 de minha autoria para homenagear a todos os professores.

A amiga/colega profª Elizabeth Ferreira me fez uma bela homenagem.

Professores Sandra Pinto e Ubirajara Gurgel são os gestores do CEJA

A supervisora do turno matutino, Benomia Rebouças, gentilmente, ofertou-me uma flor.

Momento de oração e agradecimento pela vida
 e pelos dons/talentos concedidos por Deus.

Minhas amigas/colegas de trabalho Socorro Rebouças,
Elizabeth Ferreira e Lúcia Câmara.

domingo, 12 de outubro de 2014

DIA DAS CRIANÇAS


Não tive filhos, mas sempre me vi/vejo cercada de crianças, seja em família ou no trabalho. Amo interagir com elas, pois despertam o que há de melhor em mim e isso me faz um bem enorme.

Nesta data, para homenageá-las, republico uns versos que escrevi há algum tempo e deixo um conselho: jamais reprima, sufoque ou delete a criança que existe dentro de você, pois ela é o seu melhor eu.

Ser Criança é...
© Josselene Marques

...enxergar o mundo sob um prisma descomplicado;
...estar livre de quaisquer preconceitos;
...não guardar rancor e reconciliar-se espontaneamente;
...ser capaz de, sem censura, dizer o que sente e pensa.
A criança, mesmo na sua inocência e inexperiência, é tão sábia

Que sempre consegue surpreender os adultos.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

MAIS UM 30 DE SETEMBRO


Da esquerda para a direita, Ireneuma Rebouças, Josselene Marques
 e Rosângela Oliveira

Hoje, 30/09/2014, feriado municipal desde 1913 (Lei nº 30), vivemos a grande data cívica mossoroense. Ocasião em que nossa cidade comemora 131 anos da extinção da escravatura.

Este dia do ano me traz muitas recordações. A foto abaixo é apenas o registro de uma delas. Foi feita em 30/09/1980 – uma terça-feira. Naquele ano, comemorávamos os 97 anos da Abolição dos Escravos em Mossoró.

Ao lado de dezenas de colegas, desfilei pela E. E. Jerônimo Rosado. Lembro-me de que havia várias alas – algo parecido com os desfiles de Carnaval atuais. Nesta foto, estou entre as minhas amigas Ireneuma Rebouças e Rosângela Oliveira. A da esquerda está representando uma bancária (a garota do BRADESCO), da ala das profissões; a da direita usa o uniforme da banda marcial e eu, vestida de fada, integrei a ala dos contos infantis.

É com imensa saudade que relembro este período de minha formação escolar.


Um excelente feriado para todos vocês, caros leitores!

domingo, 21 de setembro de 2014

21 DE SETEMBRO: DIA NACIONAL DA LUTA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Nas três primeiras fotos, registros da minha trajetória profissional. Nas três últimas,
com a professora mestra Selma Bedaque, o professor Romeu Sassaki e doutor Salomão Schwartzman.

O Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência foi instituído em 1982, numa ação do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, mas oficializado apenas em 14 de julho de 2005, através da Lei Federal nº 11.133.

Nosso país comemora esta data objetivando a sensibilização, a conscientização e a mobilização social no sentido de eliminar as barreiras arquitetônicas, atitudinais, de informação e quaisquer outras que dificultem a participação efetiva de pessoas com deficiência na vida em sociedade.

Embora ainda haja uma infinidade de razões para as pessoas com deficiência permanecerem nessa luta, nas últimas décadas, felizmente, elas têm conquistado vários direitos. Paulatinamente, a sociedade está mudando... Seu olhar para as pessoas com deficiência não é mais o mesmo. Entretanto, não podemos negar que o preconceito e a desinformação ainda persistem, que há resistentes à inclusão, que a acessibilidade deixa muito a desejar ou inexiste em alguns lugares – num total desrespeito à condição humana –; contudo, elas jamais tiveram seus direitos reconhecidos na proporção que o são nos dias atuais, nem que seja por imposição das leis que se fizeram necessárias para garantir-lhes os direitos naturais de todo cidadão.

Particularmente, apesar de haver sido educada para respeitar a diversidade e conviver harmonicamente com ela, engajei-me nessa luta apenas em 2008, ano em que participei de um curso sobre inclusão, com a profª Selma Bedaque. Foi através do mesmo que ampliei minha visão de mundo. Motivada e mobilizada, resolvi dar a minha contribuição de forma mais concreta e efetiva. De lá para cá, venho me transformando e evoluindo em todos os sentidos, pois tenho recebido inúmeras lições tanto de pessoas com deficiência (que, apesar de suas limitações, são bem mais “ativas” que muita gente por aí – minhas amigas Benomia Rebouças e Martha Maia que o digam!), quanto de estudiosos/teóricos que pesquisam e compartilham formas de construirmos escolas e sociedades cada vez mais inclusivas.

Por experiência própria, eu lhes garanto: é um privilégio, um aprendizado o trato diário com pessoas com deficiência. Para exemplificar, compartilho um de seus ensinamentos: “a medida de nosso respeito é proporcional ao valor que atribuímos ao outro.”


E a luta continua... Avante, meus amigos!!!!!

domingo, 7 de setembro de 2014

MAIS UM SETE DE SETEMBRO

Nesta data, em que comemoramos os 192 anos da Independência do Brasil, vem à tona com mais fervor o meu sentimento nacionalista. Jamais deixei de ser patriota, nem mesmo nos momentos mais difíceis enfrentados pelo povo brasileiro, tanto no passado quanto no presente. Infelizmente, não o reconheço em muitas pessoas, pois estão decepcionadas com o que há de negativo em nosso país. Não lhes tiro a razão, todavia, ser nacionalista (sem exageros e sem alienação) é algo positivo e não deve estar diretamente condicionado a existência ou não de problemas e desmandos em um país – afinal, eles não acontecem apenas em nossa nação. Primeiramente precisamos valorizar, respeitar e amar a terra em que nascemos (isto também se aplica aos símbolos nacionais) para que possamos exigir, mobilizar e ou promover as mudanças urgentes e necessárias. Pense bem: se não amamos a nossa pátria, com suas qualidades e defeitos, quem irá amá-la por nós?


Este registro foi feito em 07/09/1980 – dia do meu último desfile cívico pela E. E. Jerônimo Rosado. Eu e minhas irmãs (Mágda e Maíla) aguardávamos o início do evento no espaço reservado para a concentração das escolas participantes do desfile – exatamente onde atualmente está localizada a Praça da Convivência no Corredor Cultural da Avenida Rio Branco.

domingo, 10 de agosto de 2014

UMA FRASE PARA O DIA DOS PAIS

Nesta data comemorativa da família, uma mensagem especial para todos aqueles filhos que foram obrigados a viverem longe de seus pais, devido às “contingências” que traçam o destino de cada um.


domingo, 3 de agosto de 2014

AGRADECIMENTO

Muitos têm me perguntado o motivo do meu sorriso permanente, da generosidade do tempo para comigo e tenho lhes respondido que não há segredo algum. Tenho problemas, preocupações e aborrecimentos como qualquer mortal. Apenas procuro viver em harmonia com todos que me rodeiam. Quando isto não é possível, simplesmente, relevo as manifestações de inveja, egoísmo e ingratidão dos seres evolutivamente mais atrasados, não aceitando suas provocações; enfim, afasto-me do que não me faz bem e não me deixo contaminar pelo mal. Assim, mantenho o equilíbrio e a paz que transmito. Além de tudo, amo a minha família, o meu trabalho e os meus amigos verdadeiros – a estes, inclusive, quero agradecer pelas manifestações de carinho, consideração, amizade e amor, através dos comentários generosos publicados no meu perfil do Facebook, dos telefonemas, das visitas e dos presentes recebidos, das flores e dos bombons enviados. Gente, neste aniversário, até um poema eu ganhei – imaginem! Espero comemorar muitos outros, com saúde, como tantos de vocês me desejaram e continuar praticando o bem juntamente com o meu “exército”, como bem disse a minha amiga poetisa Ângela Rodrigues Gurgel. Muito obrigada a todos vocês, meus queridos familiares, amigos, colegas, alunos e ex-alunos por haverem reservado um pouco do seu corrido tempo para me parabenizarem das mais diferentes formas.
Por gentileza, clique na imagem para ampliá-la.

domingo, 20 de julho de 2014

COMO DEVE AGIR O VERDADEIRO AMIGO?

COMO DEVE AGIR O VERDADEIRO AMIGO?
Por Josselene Marques       

Em Romanos 12:15, lê-se: “alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram”. Assim deve agir o verdadeiro amigo.

Tendo como referência “Ética a Nicômaco”, do filósofo Aristóteles, obra na qual tratou da natureza da amizade, embora existam diferentes tipos e níveis de amizade (por prazer, interesse ou conveniência, etc.), nenhum deles é tão valioso quanto o da amizade virtuosa, por afinidade, pois é gratuita, de todas as horas e vai se solidificando nas repetidas interações pautadas na boa vontade mútua.  

Portanto, o verdadeiro amigo...

* procura comunicar-se – não importa o meio –, sem razão específica, simplesmente para saber de você;

* lembra-se de compartilhar não apenas os maus, mas também os bons momentos;

* diz o que você precisa ouvir, sem se preocupar se vai lhe agradar ou não. Afinal, ele só quer o seu bem e não deve existir hipocrisia entre amigos – “a resposta sincera é sinal de uma amizade verdadeira”. (Provérbios 24:26);

* jamais se esquece de você, mesmo se, por algum motivo superior, houver afastamento;

* tem tanta consideração ao ponto de adotá-lo (a) como mais um membro da família;

* nunca abusa de sua boa vontade – evitando procurá-lo apenas na hora da necessidade, como se você fosse uma ferramenta, que é buscada somente quando se precisa consertar/resolver algo.

Considero-me privilegiada por ter alguns amigos “deste modelo” – não muitos! Contudo, para mim, não importa a quantidade, mas a qualidade do (a) amigo (a).

Um conselho: Jamais perca a conexão com quem você mantém sintonia. Amigo verdadeiro é uma raridade nestes tempos modernos repletos de competitividade. A rotina estressante e a distância não devem ser usadas como desculpas para desfazer o elo, pois há inúmeras possibilidades de comunicação no mundo atual.

Feliz Dia do Amigo!

Fonte da imagem: Frases para Face

sábado, 19 de julho de 2014

CONFRARIA DE POETAS EM MOSSORÓ

Idealizada pela pedagoga e poetisa Fátima Feitosa, com o irrestrito apoio de membros da AFLAM – Academia Feminina de Letras e Artes Mossoroense –, representada pelas imortais Ângela Gurgel e Dulce Cavalcante, e da AMOL – Academia Mossoroense de Letras, pelos imortais Mário Gérson e Clauder Arcanjo, está se consolidando, a cada encontro, mais uma confraria de poetas em Mossoró.

Esses encontros, geralmente, são realizados em cafés de nossa cidade. Durante os mesmos, os poetas têm a oportunidade de divulgar/compartilhar seus escritos para o deleite dos presentes. Para descontrair, são realizadas dinâmicas. Durante as horas em que o grupo interage, há enriquecedoras trocas de conhecimentos e experiências.

No final da tarde de hoje (19/07), no Cabana Café – Partage Shopping Mossoró, tive o prazer de participar de um deles. Compareceram a essa agradável, proveitosa e sadia reunião: Fátima Feitosa, Ângela Gurgel, Dulce Cavalcante, Josselene Marques, David Leite, Edilson Segundo e João Paulo Gurgel.


Daqui enviamos nossos parabéns às amigas poetisas, responsáveis por esta iniciativa, e ficamos na torcida para que a confraria continue crescendo. Bem-vindos, poetas!

Da esquerda para a direita, pedagoga Fátima Feitosa, médico João Paulo Gurgel, professora Josselene Marques, advogado David Leite, professora Ângela Gurgel, biólogo Edilson Segundo e professora Dulce Cavalcante, todos unidos pela poesia.

Consolidação de mais uma confraria de poetas em nossa cidade.
 Encontro no Cabana Café - Parkage Shopping Mossoró

domingo, 6 de julho de 2014

MAGIA DO ENCONTRO

Pensamento voa em busca do teu
Imagem: Google



Magia do encontro
Copyright © Josselene Marques

Nas asas do tempo,
O meu pensamento voa
Em busca do teu.
Na velocidade do pensar,
A distância parece bem menor.
Ao vencê-la, eles se cruzam.
Na magia desse encontro,
O coração não se contém:
Transborda alegria.
Ambos sabem: o sentir é recíproco.
Ao longe, pode-se ouvir
Uma linda e especial canção...
Ela prolonga o encanto...

sábado, 14 de junho de 2014

MOSSORÓ CIDADE JUNINA

Ontem (13/06/2014), visitando o Corredor Cultural, especificamente a Praça de Eventos, entre a Praça das Crianças e a Estação das Artes Elizeu Ventania, fiquei impressionada com a organização dos estandes e a beleza do nosso artesanato, do qual destaco o de Francisca Zeli (estande nº 41). Contudo, o que mais me chamou a atenção foram as maquetes – amo miniaturas! – feitas pelos alunos das escolas municipais. Elas estão expostas à apreciação e votação do público, das 18 às 23 horas, até o dia 29 do mês corrente – Concurso de Maquete Junina. Como é de meu feitio, aproveitei a oportunidade para fazer alguns registros fotográficos das peças de Zeli e, também, da maquete “Arraiá da Copa 2014”, que me encantou pela criatividade e pela riqueza de detalhes. Por acaso, ela é o resultado de mais um trabalho do meu irmão Joscelito Marques com seus caprichosos alunos. Ficou uma “belezura”. Juro que estou sendo imparcial (rsrsrs). Quem duvidar, faça a gentileza de ir conferir!

Concurso de Maquete Junina

















A arte de Zeli




Praça das Crianças - Mossoró-RN

Estação das Artes Elizeu Ventania - Mossoró-RN

Praça de Eventos - Mossoró-RN

sábado, 24 de maio de 2014

INCLUSÃO - MAIS UM CURSO!

VIII CURSO DE FORMAÇÃO DE GESTORES E EDUCADORES DO PROGRAMA “EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE” (de 19 a 23 de maio de 2014) 

Foram cinco dias de compartilhamento de saberes. Uma semana riquíssima e impagável, da qual saímos repletos de conhecimentos e experiências. Sentimo-nos motivados, mobilizados para, cada vez mais, avaliarmos/revermos/aperfeiçoarmos não apenas a nossa prática pedagógica, mas também nossa postura e nossos conceitos como seres humanos. Neste curso, realmente, tivemos a dimensão do que vem a ser a diversidade. Ele oportunizou vez para as diversas vozes que precisavam ser ouvidas. Participei integralmente/ativamente do mesmo e só me resta agradecer este privilégio e também parabenizar a todos os responsáveis pela realização desta excelente formação. 

Temas abordados:
- A construção do sujeito no espaço escolar
- O desenho universal como possibilidade para práticas pedagógicas inclusivas
- Para uma escola inclusiva, qual o nosso jeito de caminhar?
- Cartas de esperança na voz de alunos surdos: acessibilidade, aprendizagem e inclusão no Ensino Superior - Relações de gêneros e diversidade sexual na escola
- Gestão e currículos da escola sustentável
- A promoção da igualdade social na escola
- Práticas do AEE na trajetória de alunos no ensino regular
- Um AEE para além da sala de recursos multifuncionais
- Educação do campo e formação docente
- A família é parte integrante da escola?
- Escola da diversidade: escola edifício ou escola tenda?

Mestra Selma Bedaque fazendo a minha apresentação
 no dia da minha palestra
Idem.
Professoras participantes do curso
Como cursista
Apresentando a mestra Selma Bedaque no dia de sua palestra


Mestra Selma Bedaque falando aos cursistas

Participando como cursista

Minhas amigas queridas: aluna Rayane Marques
 e professora especialista Jaciara Gomes

Professoras cursistas do município de Itaú.

Realizando minha palestra

Entrevistando a aluna Rayane.

Após minha palestra, recebendo uma comenda das mãos da profª Iara Canuto.