sábado, 12 de setembro de 2009

Reflexão: Sentimentos negativos

Imagem: WEB
Montagem: Josselene
Clique na imagem para ampliar

Um dia, um menino chegou da escola muito irritado. Ele contou para o pai que tinha brigado com os colegas e que estava com muita raiva dos amigos. Ele parecia mesmo transtornado pela raiva, como se quisesse bater em todo mundo que encontrasse pela frente.

Pacientemente, o pai perguntou se ele queria se livrar dessa raiva. O menino disse que sim. Aí, o pai propôs:
- Sabe aquele lençol branco que está ali no varal?
- Sei...
- Você vai pegar pedaços de carvão que estão nesse saco aqui e jogar no lençol... Jogar toda sua raiva sujando o lençol.
- E vou me sentir melhor?
- Vamos ver, disse o pai.
O menino foi jogando os pedaços de carvão e, quando acabou, estava imundo. Com as mãos, os braços e a roupa negros de carvão. O menino ficou olhando o lençol sujo e depois olhou para ele mesmo, imundo.
O pai disse então:
- Você viu o que você fez com a sua raiva?
- Você a jogou toda contra o lençol, mas ela também voltou para você. O lençol está preto de carvão e você também está preto de carvão. É como se fosse a sua raiva indo e voltando.
O menino ficou calado olhando para o lençol sujo e para ele mesmo.


Conclusão:
Se você conseguir se lembrar dessa historinha quando sentir raiva, ódio, mágoa, rancor, pense que todos esses sentimentos negativos atingem, principalmente, o seu coração, mancham o seu espírito, trazem tristeza e até doenças. O melhor é deixar passar, relevar, perdoar e seguir adiante.




Fonte: Texto "Sentimentos negativos" de Alessandra Chastel.






4 comentários:

Ilaine disse...

Josselene!

Aqui sempre encontro algo que me fala e que me ensina. Que lindo texto. Sentimentos negativos - o carvão que nos modifica.

Beijo e um bom domingo, amiga!

Anônimo disse...

É, Josselene, se todo mundo interpretasse essa parábola! Entretanto, o que vemos são pessoas que usam sua raiva, mágoa, ódio para atingir aos seus, esquecendo-se que, com isso, estão ficando cada vez mais no fundo do poço e perdendo o que lhe são caro.
Abraço,s
Raí

Sulla Mino disse...

Lindo texto, pensarei nele sim, quando tiver com raiva, pode ter certeza. É sempre um prazer vir aqui.Bjks,

SMM disse...

Gostei do teu blog! Se puder me visite, http://sindromemm.blogspot.com