segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Experiência inclusiva

Fotos e montagem: Josselene Marques


Você consegue imaginar uma criança com surdez “avaliando” outra com paralisia cerebral?

Pois fique sabendo que isto é possível e aconteceu na Escola Municipal Senador Duarte Filho, na nossa sala multifuncional, onde eu e a professora Jaciara Gomes realizamos o AEE (Atendimento Educacional Especializado) aos alunos com deficiência da rede municipal de ensino.

Conforme o planejado, estávamos, eu e o aluno Samuel, trabalhando, simultaneamente, as cores e o manuseio do mouse no computador. Nessa ocasião, inesperadamente, chega o aluno Felipe, com trinta minutos de antecipação ao seu horário de atendimento habitual. Então, tive que improvisar, pois não podia deixá-lo ocioso, esperando. Aproveitei a oportunidade para entrosar os dois. Sugeri que Felipe (aluno com surdez) assumisse o papel de monitor e fizesse a “avaliação” do colega Samuel (aluno com deficiência intelectual). Entreguei-lhe alguns lápis coloridos e pedi que o mesmo perguntasse os nomes das cores a Samuel. Felipe, orientando-se pela tela do PC e obedecendo à sequência de cores da imagem, apresentava um lápis de cada vez e perguntava, através de gestos, os nomes das cores ao “seu aluno”. Este respondia, prontamente, na medida em que os lápis lhe eram apresentados. A comunicação entre eles fluiu de maneira impressionante. O monitor Felipe, visivelmente satisfeito com a sua “nova função”, para minha surpresa, comportou-se como tal e vibrava a cada acerto - como eu costumo fazer com todos eles.

Em síntese, ambos apreciaram a “brincadeira” e avalio que os objetivos da aula foram alcançados, superados e o conhecimento foi construído de uma maneira prazerosa para os dois e gratificante para mim.

Pessoal, foi lindo e emocionante!

Esta “simples” experiência nos faz ver que quase tudo é possível, desde que queiramos, nos empenhemos e não desistamos diante de obstáculos, imprevistos e limitações.
Como sabemos, não há fórmulas prontas para educar na diversidade, mas compromisso, sensibilidade e, sobretudo, amor são essenciais neste trabalho enriquecedor.

O mundo pode ser melhor – não tenho dúvida!

Obs.: Tenho autorização dos pais desses alunos para publicar as fotos e os nomes dos mesmos.

Copyright © 2009 – Expressão - Meu Horizonte
© Todos os Direitos Reservados

LEIA TAMBÉM EM http://duartefilho1974.blogspot.com/ , O POST "EXPERIÊNCIA INESQUECÍVEL" DA PROFª JACIARA GOMES.


10 comentários:

Anônimo disse...

Josselene:

Estou muito sensibilizada com tudo que li aqui e desejo que vocês continuem com este trabalho maravilhoso. Vocês estão fazendo a diferença.
Parabéns!
Socorro Rebouças

Vanusa L. Soares disse...

Olá Josselene, sou sua colega do curso de formação continuada, Vanusa, e posso perfeitamente imaginar a magia desse momento vivido por vc e seus alunos, pois já tive experiências parecidas em salas regulares. É gratificante! Vá em frente colega, esses momentos são impagáveis. Tudo de bom para vc e as crianças. Bjs.

Baladas mp3 disse...

Jossi, como siempre no puedo màs que sentirme orgulloso de tu amistad, por tu esfuerzo por cambiar las cosas que deben ser cambiadas, por tu dedicaciòn a quines necesitan tanto apoyo.Felicitaciones amiga.Fuerte abrazo.

Ilaine disse...

Jossele, querida!

Menina, eu quase choro com o que aqui narras. Que trabalho fabuloso realizas. E que troca mais linda entre os dois meninos. Olhe os sorrisos!!! Com certeza, o mundo pode ser melhor. Amiga, fui professora quando vivia no Brasil e amava meu trabalho. Pude sentir contigo este momento, de forma muito real.

Beijo no coração

Anônimo disse...

Selene, maravilha vê-la tão feliz e claro fazendo MUITOS a superar obstáculos...a diferença pode ser feita...parabéns! Gérria

Eu Mulher disse...

Acho lindo seu jeito amável!!

Você é super especial!!

Que o Senhor Jesus lhe abençoe sempre!!



Beijos e ótimo domingo

Anônimo disse...

Josselene,
experiências assim ´só tendem a encontrar alternativas de melhoras para a Educação Especial. Ainda bem que você registrou. Desenvolva mais. Aperfeiçoe. Você encontrou o cmainho. Siga-o!
Abraço,s
Raí

A R Gurgel disse...

Selene tenho enorme respeito por quem trabalha com pessoas especiais. Eu não tenho estrutura para tal. Parabéns por este trabalho maravilhoso que você faz e que precisa multiplicar-se. Abraços. Boa Noite!

toniapsico@ig.com.br disse...

Josselene,
Posso imaginar o tamanho da sua emoção, ao vivenciar momentos tão lindos. Também trabalho com crianças portadoras de necessidades especiais(deficiências multiplas),onde todos eles são surdos.Vivo uma emoçaõ a cada dia, quando vejo-os progredirem dentro das suas especificidades, um pouquinho que seja, para nós é uma grande vitória.Sei o quanto é gratificante para nós que trabalhamos com NEE.
Parabéns pelo seu trabalho!!!!

Anônimo disse...

Adorei a experiência! Particularmente tudo que está relacionado com a pessoa surda me emociona. Todos nós podemos alcançar lugares distantes, objetivos aparentemente impossíveis, ir bem longe... Aliás, ... "Longe é um lugar que não existe".
tiaSandra