terça-feira, 24 de novembro de 2009

Meu planeta azul

Imagem: WEB

Moro em uma casa da cor azul,
Que se reflete no mar que a circunda.
Apesar de linda, ela não vai bem.
Meus irmãos, movidos pela ganância,
Estão destruindo o que ela tem de melhor.
A natureza já tem respondido às agressões,
Mas eles continuam indiferentes.
Infelizmente, a ambição os cega.
Insensíveis, governos brincam de guerra;
Promovem a ceifa de milhares de jovens
E destroem uma infinidade de lares,
Edificações e sonhos.
Para eles, não importa se o criador
Foi Deus ou um semelhante,
Todo e qualquer “obstáculo”
Precisa ser eliminado,
Muitas vezes, em nome da paz
– que ironia... Ou será hipocrisia?
É... Os guardiões deste planeta azul
Têm um grande desafio pela frente:
Formar gerações conscientes,
Que não repitam os erros do presente.


Copyright © 2009 – Josselene Marques
© Todos os Direitos Reservados

4 comentários:

Eu Mulher disse...

Olá minha querida!!! Estava morrendo de saudades!!

Vi outro dia uma mensagem sua no msn e não consegui falar com você no momento. Minha net tem dias que fica terrível e não sei o que fazer.

Veja lá no meu blog a brincadeira de amigo secreto que está rolando. Será um prazer ter sua participação!

Grande beijo.

Ilaine disse...

Amiga!
Perdoe a demora!

Meu planeta azul! Que lindo poema.
Acertaste em cheio. Aqui não se fala em outra coisa, pois em breve inicia a Conferência do Clima em Copenhagen- Cop15. Devemos cuidar muito de nosso planeta, ele é a nossa casa. casa azu!
Beijo

Anônimo disse...

Josselene, mais que um poema, um alerta para os nossos governantes e, por que não dizer, para todos nós. O homem está destruindo em pouco mais de 200 anos o que a terra levou bilhões para construir. Uma pena! Infelizmente não conseguiremos deter a ganância de quem nos governa. Quem pagará o pato? Já estamos pagando.
Abraço,s
Raí

Josselene Marques disse...

Ana:
Não tem problema. Entendo e também passo por esses transtornos.
Obrigada pelo convite. Irei até lá para me informar sobre os detalhes.

Ilaine:

Obrigada pelo gentil comentário.
Eu me preocupo, sinceramente, com o planeta, pois o conhecimento me dá uma noção de como ele será, no futuro, se não nos mobilizarmos para minimizar as ações destruidoras do homem.

Raí:

Concordo, plenamente, com você, mestre.
Obrigada pela visita.