sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Desigualdades

Trabalho infantil
Imagem: WEB

A injustiça social gera, entre outras mazelas,
A revolta, a criminalidade e a violência.
Quando um cidadão enclausura-se
Ou esconde-se por trás de muralhas,

Para tentar ficar imune a tudo isto,
Está apenas fingindo que tudo vai bem
E não é a solução. Definitivamente, não!
Precisamos lutar por justiça social.
Enquanto algumas poucas pessoas tomam banho de leite
- Para hidratarem a pele –, milhões de crianças morrem
Sem sequer ter um copo deste líquido para beber.
Enquanto algumas poucas pessoas desperdiçam alimentos,
Milhões de seres humanos não têm nada para mastigar.
Enquanto algumas poucas pessoas possuem mais de uma casa,
Milhares dormem nas praças ou embaixo das pontes.
Enquanto um abastado brinca de estudar, desvalorizando este privilégio,
Um grande número de crianças não tem acesso à escola
Porque precisa trabalhar ou mendigar nas ruas.
Enquanto algumas poucas pessoas gananciosas

Não se contentam com o que possuem,
Milhares de seres humanos vivem com a surrada roupa do corpo.
Somente pessoas podem transformar realidades.
A falta de oportunidade pode matar a esperança

E a vida de um ser humano.
Não podemos cobrar o que não oferecemos.

Ajudemos, pois, a melhorar este mundo
E torná-lo, socialmente, mais justo.
Copyright © 2009 – Josselene Marques
© Todos os Direitos Reservados

5 comentários:

Anônimo disse...

Josselene,
O sistema capitalista é cruel e desumano, pois privilegia quem detém os meios de produção - já que ela vive num regime de sociedade privada -, em detrimentos dos menos abastados. Por isso, é que vemos a desigualdade social estampado, justamente, nas classes sociais, tão amplamente divulgados pelo sistema. De fato, vivemos num regime onde é oito ou oitenta, diferentemente de uma sociedade que se planejou utopicamente chamada de sociedade comunal ou coletiva. Apesar se sermos seres coletivos, a ganância pelo poder e status nos faz co-participante desse processo degradante de se viver em sociedade.
Abraço,s
Raí

Mágda Marques disse...

Selene,
Faço minhas, as suas palavras! Concordo plenamente!
Um abraço!

Anônimo disse...

Valeu Selene

Como sempre seu blog é um celeiro de grandes temas e debates. Falar sobre o trabalho infantil é atualizar o desejo de que esta mazela seja banida da terra.
Parabéns, linda irmã.
Joscelito Marques

Josselene Marques disse...

Raí:
Obrigada por complementar os meus posts com seus comentários.
É sempre uma satisfação receber sua visita.

Mágda:

Obrigada pela gentileza do acesso.
Abraço.

Joscelito:

E sua visita é sempre bem-vinda.
Obrigada.

ARNOUD PINTO disse...

seu texto e muito opotuno,tambem fico pesando como tem pessoas que não estão nem ai com as dificuldades do proximo.
gostei do seu blog,se pode acesse o meu.arnouddeolho.blogspot.com